EUA precisa de uma comissão dedicada a assuntos ético-robóticos, diz Instituto

O Brookings Institute fez um relatório declarando a necessidade de se criar, nos EUA, uma agência federal para lidar com questões éticas e de regulamentação relacionadas aos desafios trazidos por robôs e a inteligência artificial.

O Instituto alerta que se os EUA continuar com respostas fragmentadas acerca deste tipo de problema, dará brecha para que outros países assumam a liderança no assunto. Ainda, alegam que falta muito conhecimento do governo sobre a robótica em si. Como exemplo, citam o caso da FAA que, por não saber como lidar com os drones que fariam entregas para a Amazon, simplesmente disseram “não” para a iniciativa.

Em contrapartida, existem críticos que acreditam ser desnecessária a criação de uma comissão como essa, e que este assunto poderia ser tratado da mesma forma que se trata computadores e internet. Em resposta, o Instituto pondera que na verdade existem várias diferenças entre um simples computador e um robô, sendo que a principal reside no fato de que robôs não apenas processam e transmitem dados, mas são organizados para agirem sobre o mundo físico diretamente. Isto pode gerar fortes repercussões nas leis, representando desafios únicos que as instituições legais, até a presente data, não tiveram que lidar.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s